FOTO 2

Secretário do MME destaca retorno de bandeira verde na conta de luz na Voz do Brasil

Autor:
MME

Em entrevista, o secretário Christiano Vieira falou sobre o fim da Bandeira Escassez Hídrica no dia 15 de abril, o que resultará na redução de cerca de 20% na conta de luz.

Secretário do MME destaca retorno de bandeira verde na conta de luz na Voz do Brasil – Foto: EBC

O secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia (MME), Christiano Vieira, destacou o retorno de bandeira verde na tarifa de energia elétrica durante entrevista na Voz do Brasil, nesta terça-feira (12/04). O secretário ressaltou que a medida entra em vigor no dia 15 de abril e resultará na redução média de cerca de 20% na conta de luz do consumidor residencial.

A Bandeira Escassez Hídrica teve a finalidade de cobrir os custos de geração, transmissão e distribuição de energia durante o pior período de seca nos reservatórios já registrado na história do País. As ações tomadas pelo Governo Federal, aliadas à ocorrência de chuvas, permitiram a redução das termelétricas ligadas, o que possibilitou essa medida.

“Os reservatórios atualmente estão em torno de 70% nos níveis de armazenamento, o que é muito relevante nessa época do ano. Não dispomos de níveis assim desde 2012. Temos uma condição de segurança muito considerável. Na prática, significa que pouca geração termelétrica será necessária, o que se traduz em uma expectativa de bandeira verde até o final do ano”, afirmou o secretário.

O representante do MME também destacou a importância do programa de redução voluntária do consumo de energia. “Foram cerca de R$ 2,4 bilhões devolvidos aos consumidores que participaram do programa e contribuíram para a economia de energia em um momento de maior criticidade do sistema, o que representou uma redução de 4,6% na tarifa”, disse.

“É importante lembrar que, mesmo com uma situação hídrica mais favorável, é fundamental manter um consumo consciente de água e energia elétrica. Pequenas ações do dia a dia fazem toda diferença, inclusive na conta do consumidor”, finalizou.

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *