FOTO

ONS: ANO COMEÇA COM INDICAÇÃO DE CARGA 2,5% POSITIVA

Autor:
ONS

Custo Marginal de Operação (CMO) aumenta cerca de 27,5% e valor se equipara em todas as regiões

O boletim do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apresenta, para a primeira semana de 2021, consumo de energia 2,5% maior no Sistema Interligado Nacional (SIN), na comparação com janeiro de 2020, chegando a 72.441 MW médios. O Norte se destaca dos demais subsistemas e indica expansão de 6,4%, com 5.827 MW médios. Na sequência, vem a região Sudeste/Centro-Oeste com crescimento de 2,8% e 41.959 MW médios e o Nordeste com 2,7% de elevação e 11.759 MW médios. Na contramão, o Sul deve registrar consumo negativo com menos 0,2% da carga e 12.896 MW médios. O documento é referente ao período de 2 a 8 de janeiro.

As previsões de carga consolidadas para o mês de janeiro levaram em consideração a expectativa de ocorrência de elevadas temperaturas em todas as regiões, típicas do verão, além da manutenção do ritmo de produção da indústria que segue em alta nos últimos meses.

Para o próximo período, de acordo com as previsões meteorológicas, são esperadas temperaturas, em média, semelhantes às ocorridas na semana atual nas capitais dos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Sul, exceto para o Rio de Janeiro, onde existe a expectativa de suave declínio dos termômetros em relação à semana atual. Para as regiões Nordeste e Norte, há a indicação de manutenção de temperaturas elevadas e pouca precipitação, comportamento semelhante ao observado nas últimas semanas.

Pela segunda semana consecutiva, o Operador registra aumento do Custo Marginal de Operação (CMO) com alta de 27,5% em todas as regiões, permanecendo equiparados. Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte saem do patamar de R$ 220,72/MWh, na semana operativa anterior, para R$ 281,49/MWh.

Em relação às afluências, para o subsistema Sudeste/Centro-Oeste, a sinalização, para a semana de 2 a 8 de janeiro, é de chuvas abaixo da média histórica, correspondendo a 59% da MLT. Em seguida, vem o Norte  com projeção de 45% da MLT; Sul com previsão de 38% da MLT e o Nordeste com 27% da MLT. O documento indica ainda que os volumes dos reservatórios, para o fim do mês de janeiro, deverão atingir 50,8% no Nordeste; 27% no Sudeste/Centro-Oeste; 24,1% no Norte e 10% no Sul.

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *