Pesquisar
Close this search box.

Economize até 35% na conta
de energia da sua empresa.

foto 2

Mês de julho encerra com previsão de avanço de 1,8% na carga, indica ONS

Autor:
ONS

Boletim ainda aponta estabilidade nas afluências do subsistema Sudeste/Centro-Oeste que se mantém em 65% 

O boletim do Programa Mensal de Operação (PMO), com as previsões do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para última a semana do mês de julho, entre os dias 23 e 29, prevê um aumento de 1,8%, ou 66.636 MWmed, da carga no Sistema Interligado Nacional (SIN). O dado representa um incremento de 0,6% ao indicador do período anterior, que era de 1,2%. No Sudeste/Centro-Oeste a previsão da variação de carga, entre julho de 2022 e 2021, é de 3,3% (38.257 MWmed); no Norte de 6% (6.293 MWmed). Já nos subsistemas Nordeste e Sul as cargas previstas apresentam redução de 3,1% (10.591 MWmed) e 0,3% (11.495 MWmed), respectivamente.

Em relação às afluências, a previsão é de aumento no Norte, chegando a 85% da Média de Longo Termo (MLT). No período anterior a expectativa era de 83%. A Energia Natural Afluente (ENA) segue com estabilidade no Sudeste/Centro-Oeste (SE/CO), que se mantém em 65% da MLT. Já no subsistema Sul a estimativa é de 76% da MLT e no Nordeste 70% da MLT.

A estimativa é de que o armazenamento das usinas do Norte feche julho com em 90,7% de nível, seguido pelo Nordeste, com expectativa de 81,9%. No Sul e no Sudeste/Centro-Oeste, a indicação é que terminem o mês com estoque de água em 79,2% e 61%.

O Custo Marginal de Operação (CMO) permanece equiparado nas quatro regiões, em R$ 72,01/MWh. Em relação a semana passada, quando estava em R$66,81/MWh, houve um incremento de 7,8%.

Para conferir o relatório na íntegra, clique aqui. 

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

16 de fevereiro de 2024