Pesquisar
Close this search box.

Economize até 35% na conta
de energia da sua empresa.

electricity-meter-96863_1280

Consumo de energia aumenta 4,2% em 2023, indica EPE

Autor:

Volume de dezembro representa o terceiro recorde consecutivo de consumo em toda a série histórica, desde 2004, impulsionados pelas ondas de calor

O consumo de energia no Brasil em 2023 aumentou 4,2% ao alcançar 531.013 GWh. No mês de dezembro o consumo foi 9,1% mais elevado quando comparado ao mesmo período do ano passado. A maior expansão foi confirmada no Norte com alta de 15,6% no ano. Bem atrás está o Nordeste com alta de 3,7% , depois o Sul com 3,4% e o Sudeste/ Centro Oeste surge com 3,1%. Nos sistemas isolados a alta foi de 2,4%. A base de comparação no Norte vem da retomada de um grande consumidor intensivo na Rede Básica que retomou as operações.

Por classe de consumo, a residencial representou o maior crescimento com 7,6% no ano ante 2022, depois vem a comercial com alta de 5,6% seguido pela industrial com 2% e a outros com 1,3%.

De acordo com a Resenha Mensal da EPE, o volume de dezembro representa o terceiro recorde consecutivo de consumo em toda a série histórica, desde 2004. Assim como em outubro e novembro, impulsionados pelas ondas de calor, os consumos das classes residencial e comercial registraram taxas de expansão de dois dígitos. O consumo industrial também avançou em comparação com dezembro de 2022.

Quanto ao ambiente de contratação, com 18.345 GWh, o mercado livre respondeu por 38,9% do consumo nacional de energia elétrica em dezembro, registrando crescimento de 10% no consumo e de 25,6% no número de consumidores, na comparação com dezembro de 2022. Já o mercado regulado das distribuidoras, com 28.825 GWh, respondeu por 61,1% do consumo nacional de eletricidade em dezembro, alta de 8,6% na comparação com 2022, enquanto o número de unidades consumidoras aumentou 2,3% no período, apesar da migração de consumidores para o mercado livre.

Por segmento industrial, em dezembro, o destaque de crescimento ficou com o de extração de minerais metálicos com crescimento de 9,6%, seguido pelo metalúrgico com 6,7% e em terceiro lugar o de borrachas e materíal plástico com alta de 6,1%. De acordo com a EPE dos 37 segmentos monitorados, 31 tiveram expansão na comparação com mesmo período do ano passado.

A resenha com os números consolidados de dezembro e de 2023 está disponível para download aqui.

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

25 de abril de 2024