Pesquisar
Close this search box.

Economize até 35% na conta
de energia da sua empresa.

FOTO2
Autor:
Helenice Laguardia / O Tempo

CMU Energia completa 20 anos com inauguração de mais uma usina solar Comercializadora viabilizou construção de 140 parques e vai triplicar produção

Walter Fróes, presidente da CMU — Foto: CMU/divulgação

Há 20 anos no mercado, a CMU Energia se consolidou em três frentes de sucesso: venda e gestão de energia no mercado livre; negociação de usinas para autoprodução, e adesão de pequenos clientes à geração distribuída.

Nesta última modalidade, a CMU viu o número de clientes disparar em 2022.

A empresa passou a deter a maior fatia do mercado nacional, com 130 mil unidades consumidoras , em Minas Gerais.

A GD dispensa a instalação de painéis no telhado e funciona como uma assinatura mensal, em que o cliente adere a um consórcio ou a uma cooperativa, que por sua vez, arrendam as plantas solares sob a gestão da CMU.

Um percentual do volume de energia gerado é atribuído a esse cliente e é abatido na conta de energia.

O valor pode ficar de 10% a 18% mais baixo para o consumidor.

“São 140 usinas solares em operação hoje, que produzem juntas 100 MWn de energia. Temos clientes aguardando para aderir ao modelo, por isso, vamos viabilizar novas usinas e aumentar em 150% a capacidade de produção”, conta Walter Fróes, presidente da CMU.

A meta é chegar a 300 mil clientes em 2023 com investimentos realizados por parceiros, da ordem de R$ 750 milhões de reais em fonte solar, além de PCH e biogás.

Mercado livre

Em relação ao mercado livre, na autoprodução, a CMU inaugurou, em parceria com a Solatio, as usinas fotovoltaicas de Coromandel I e II, na cidade de Coromandel, Minas Gerais.

Com capacidade de 88MWp, ocupam uma área de aproximadamente 140 hectares. O projeto vai atender à rede Supermercados BH.

Nesta modalidade, em que grandes consumidores recebem energia de uma planta exclusivamente construída para consumo próprio, a CMU viabilizou a construção de 49 usinas, a maior parte localizada em MG, mas também no Centro Oeste.

Visão estratégica

Nos próximos 4 anos, a CMU espera viabilizar a construção de 29 novas usinas e comercializar 19 GWp (5GWm), o que equivale a 6% do atual consumo de energia nacional, gerando investimentos totais de R$ 60 bilhões.

No mercado livre, a CMU gerencia hoje energia de 300 grandes consumidores e geradores, o que equivale aproximadamente a 1.500 MWm em contratos em 3 mil pontos de consumo ou geração.

Estes clientes são dos seguintes segmentos: comercial, industrial e prestação de serviços. 

À frente da CMU está o fundador Walter Fróes, engenheiro que trabalhou por 15 anos na Magnesita S.A. e foi vice-presidente da Abraceel por quatro mandatos consecutivos.

“Comecei a empresa sozinho, quando vislumbrei o mercado que se abriria. Hoje tenho muito orgulho da trajetória e crescimento da empresa, com tantos colaboradores , parceiros e clientes. Temos planos ainda mais grandiosos para os próximos 20 anos”, comemora Walter.

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

27 de março de 2024