Pesquisar
Close this search box.

Economize até 35% na conta
de energia da sua empresa.

FOTO 2

Geração Solar e Eólica: Doze recordes são registrados na primeira quinzena de Julho

Autor:
ONS

As novas marcas históricas foram registradas no SIN e no Nordeste

Na primeira quinzena de julho, foram confirmados doze recordes na geração de energia pelas fontes eólica (cinco) e solar (sete). O Nordeste foi a região onde nove marcas foram confirmadas. A mais recente é de 13 de julho, quando a produção solar instantânea no Nordeste atingiu 6.597 MW, ou o equivalente a 53,3% da demanda da região. Esta marca superou uma similar que havia sido aferida no dia anterior: em 12 de julho, a geração solar instantânea no mesmo subsistema chegou a 6.478 MW, 52% da demanda. Ainda na região Nordeste e no dia 12, a força do sol atingiu 2.248 MW médios, equivalente a 19% da demanda.

A geração solar média no Nordeste já havia tido dois registros importantes. Em 4 de julho, chegou 2.060 MW médios e, em 11 de julho, essa mesma modalidade indicou a produção de 2.211 MW médios. Quanto à geração solar instantânea, em 10 de julho, a região Nordeste havia atingido 6.469 MW (51% da demanda).

O recorde de produção solar média no Sistema Interligado Nacional (SIN) ocorreu no dia 4 de julho, com 5.752 MW médios.

Temporada dos ventos

O mês de julho é conhecido como o pontapé inicial para a estação conhecida como favoráveis para os ventos. Neste ano, a temporada começou no dia 3 com índice inédito da geração eólica instantânea no Nordeste de 17.135 MW às 23h59 e, menos de 24 horas depois; este patamar foi superado, chegando a 18.401 MW, às 22h41 de 4 de julho, o correspondente a 149,1% da demanda da região naquele momento. O recorde na geração eólica média no Nordeste foi confirmado em 4 de julho, com 16.453 MW médios.

No SIN, foram duas marcas, ambas também em 4 de julho: geração eólica instantânea, com 19.720 MW aferidos às 22h55, representando 27,8% da demanda no momento, e geração eólica média, com 17.110 MW médios.

O período de julho a setembro corresponde a estação seca nas bacias hidrográficas do Norte, Nordeste e Sudeste/Centro-Oeste, e ao período de intensificação dos ventos na região Nordeste, aumentando a participação desta fonte na matriz elétrica.

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

16 de junho de 2024