Pesquisar
Close this search box.

Economize até 35% na conta
de energia da sua empresa.

energia-eletrica-eletricidade-1-848x477

ONS: Perspectivas para a energia natural afluente ao final de Julho avançam em dois subsistemas

Autor:
ONS

Custo Marginal de Operação está zerado há mais de seis meses consecutivos

O boletim do Programa Mensal de Operação (PMO) da semana operativa que vai de 22 a 28 de julho traz estimativas de Energia Natural Afluente (ENA), para o final do mês corrente, um pouco superiores ante aquelas divulgadas no período anterior para dois subsistemas. O Sudeste/Centro-Oeste deve registrar ENA de 88% da Média de Longo Termo (MLT), ante 86% da última revisão. Para o Nordeste, também há possibilidade de crescimento: 55% da MLT, ante 50%. O Norte apresenta estabilidade, com manutenção de 76% da MLT. A ENA prevista para a região Sul em 31 de julho é de 144% da MLT.

O Custo Marginal de Operação (CMO) se mantém zerado em todos os subsistemas pela trigésima primeira semana consecutiva, padrão iniciado no final de dezembro de 2022. São mais de seis meses consecutivos nesta condição. É o período mais longo de CMO zerado de forma seguida na série histórica monitorada pelo Operador.

Os cenários prospectivos para a carga são de expansão no Sistema Interligado Nacional (SIN) e dois submercados. Para o SIN, o crescimento indicado é de 0,9% (69.855 MWmed), dados estáveis em relação ao divulgado anteriormente. As projeções de aceleração para o Norte e Nordeste são de, respectivamente, 11,6% (7.202 MWmed) e 4,9% (11.702 MWmed). As demais regiões apresentam uma tendência de redução na carga: 1,5% (38.931 MWmed) no Sudeste/Centro-Oeste e 0,4% (12.020 MWmed) no Sul. Os percentuais comparam as estimativas para o final de julho de 2023, ante o mesmo período do ano passado.

As indicações de Energia Armazenada (EAR) para o final do mês seguem acima de 90% em dois subsistemas. O Sul registra a possibilidade de atingir 93,4% e o subsistema Norte tem a perspectiva de chegar a 93,2% em 31 de julho. O Sudeste/Centro-Oeste deve atingir 83,7% e, por fim, a EAR do Nordeste é projetada em 78,9%.

Clique aqui para conferir o relatório na íntegra.

Sobre o ONS:

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) é responsável pela coordenação e pelo controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN), além do planejamento da operação dos sistemas isolados do país. Sob o comando do ONS estão 161 hidrelétricas em 22 bacias hidrográficas, de múltiplos proprietários, que deverão totalizar quase 110GW no SIN até 2027. Atualmente, a matriz elétrica brasileira é considerada um exemplo mundial de sustentabilidade, visto que mais de 82% da energia elétrica produzida vem de fontes renováveis. O Operador, que completa 25 anos de atividade em 2023, mantém equipes atuando durante sete dias por semana, 24 horas por dia, em salas de controle localizadas no Rio de Janeiro, Brasília, Recife e Florianópolis.  

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

16 de junho de 2024