foto 3

Comércio e Serviços seguem na liderança das migrações de cargas ao mercado livre de energia

Autor:
MME

Os setores de Comércio e Serviços registraram os maiores volumes de migrações de unidades consumidoras para o mercado livre de energia nos doze meses até maio de 2021, revelam dados do boletim InfoMercado Mensal, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. O segmento comercial observou a adesão de 2.259 adesões ao Ambiente de Comercialização Livre (ACL) no período, alcançando neste ano a marca de 8.145 cargas, uma alta de 38,4%. No ramo de serviços, foram 1.195 novos ingressos, totalizando 4.113 unidades, ou 41% a mais do que no mesmo mês de 2020.

O boletim também traz dados contabilizados da geração e consumo de energia elétrica. Em maio de 2021, o Sistema Interligado Nacional somava 64.142 MW médios consumidos, 13% a mais do que no mesmo mês no ano anterior. O resultado foi influenciado sobretudo pela ampliação do mercado livre, que cresceu 27,8%. O ambiente regulado também teve alta, mas um pouco mais modesta, de 6,3%.

Do lado da produção de energia, destaque para o aumento de 39% das usinas eólicas. As termelétricas geraram 37,5% a mais na comparação anual, seguidas pela fonte solar fotovoltaica (15,5%) e as hidrelétricas (5,2%).

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *