Setor elétrico sofre uma das piores estiagens da história

Autor:
Neste ano o submercado Sudeste/Centro-Oeste teve a terceira pior Energia Natural Afluente (ENA) já registrada no mês de janeiro desde 1931. A ENA, que representa o montante de energia que poderia ser gerada em função das chuvas que abastecem os reservatórios do sistema, totalizou em janeiro deste ano apenas 54% da média histórica, ou Média de Longo Termo (MLT). Essa situação somente não é pior que a dos meses de janeiro de 2000 e de 2001, que antecederam o racionamento de energia. 
Com a estiagem, ao invés dos reservatórios das usinas estarem armazenando água para atender o sistema durante o período seco, que vai de maio a novembro, o que está acontecendo é uma redução dos níveis de armazenamento nas principais usinas hidrelétricas. Como referência, o volume de água atualmente armazenada nos reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN) está em 39,5% de sua capacidade.
O cenário hidrológico desfavorável e o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas do SIN pressionaram o Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) a um valor jamais alcançado. O preço, calculado semanalmente pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), alcançou na primeira semana de fevereiro o valor de R$ 822,83/MWh, que corresponde ao limite máximo permitido para esse ano.

Compartilhar no:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *