site

ONS REGISTRA EM ABRIL CONSUMO POSITIVO DE ENERGIA DE 13,6%

Autor:
ONS

Início das medidas restritivas mais rígidas, no mesmo período de 2020, contribuiu para percentual elevado 

O monitoramento do Sistema Interligado Nacional (SIN) verificou que a demanda por energia em abril teve crescimento de 13,6%, se comparado com o mesmo período de 2020. O consumo chegou a 68.960MW médios. O início das medidas restritivas, em abril de 2020, com reflexo negativo sobre o comportamento da carga, contribuiu para a elevada taxa de crescimento apresentada neste mês. Se comparado com o mês anterior, ou seja, março houve uma desaceleração negativa de 5,3%. No total acumulado dos últimos 12 meses, registrou-se uma variação positiva de 1,9%, em relação a 2020. As informações estão no boletim mensal de carga do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). 


As medidas restritivas associadas à Covid-19 continuaram impactando negativamente o setor industrial brasileiro em abril, com empresas diminuindo a produção e limitando a compra de insumos, devido a mais um declínio no volume de novos pedidos. Por isso, mesmo tendo registrado uma alta expressiva na taxa de consumo de energia não é possível associar a uma possível retomada da economia, já que no mesmo mês em 2020, a queda da carga foi de 11,6%. Vale ainda destacar que os meses de abril e de maio de 2020 foram os mais impactados pelas medidas restritivas por conta da pandemia, ocasionando uma redução média de 11,1%, na carga do SIN, nesses dois meses, quando comparados com o mesmo período de 2019.

O relatório ainda traz dados consolidados das quatro regiões, que apresentam indicadores positivos. O subsistema Norte se destacou e registrou demanda 20,5% maior ou 6.036 MW médios, se comparado com o mesmo mês de 2020; seguido do Sul que teve incremento de 15,4% ou 12.012MW médios e a região Nordeste com aumento de 12,9% ou 11.203MW médios.  E, para o subsistema Sudeste/Centro-Oeste, que contempla 60% das indústrias do País, a carga de energia verificada no período em questão, apresentou uma variação positiva de 12,3% ou 39.709MW médios, se comparado com o mesmo mês do ano anterior.

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *