IMAGEM

Consumo de energia no país deve crescer 2% em março, na comparação anual

Autor:
Gabriela Ruddy / Valor

Maior aumento na demanda deve ocorrer no Sul, onde é esperada carga de 13.536 MWm, alta de 4%

A carga de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) deve encerrar março com volume de 74.201 megawatts médios (MWm), aumento de 2% em relação a igual mês em 2021. A estimativa consta da atualização semanal do programa mensal de operação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), publicada nessa sexta-feira (4).

O maior aumento no consumo deve ocorrer no Sul, onde é esperada carga de 13.536 MWm, alta de 4% na comparação anual. No Nordeste, a previsão é de demanda de 11.835 MWm, crescimento de 3,8%, enquanto no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, a expectativa é de 42.983 MWm, expansão de 1,2%. Para o Norte, a carga prevista é de 5.847 MWm, variação de 0,2%.

O ONS prevê que o armazenamento dos reservatórios continuará a melhorar e chegará a 94,7% no Norte e 93,1% no Nordeste no último dia de março. No Sudeste/Centro-Oeste, regiões mais afetadas pela seca no ano passado, a estimativa é de volumes de 63,3% ao fim do mês. A expectativa de reserva para o Sul é de 33%.

O operador aponta que as afluências, ou seja, a água de chuva que está acumulada nos reservatórios, devem alcançar, em 31 de março, 130% da média de longo termo no Nordeste; 116% da MLT no Norte; e 75% da MLT, no Sudeste/Centro-Oeste. Os dados indicam também uma expansão das afluências, no Sul, com previsão de chegar a 51% da MLT. Na semana que vai de 5 a 11 de março, a expectativa é de precipitação próxima à média semanal nas bacias dos rios Jacuí, Uruguai e Iguaçu.

Consumo de energia: maior aumento na demanda deve ocorrer no Sul, onde é esperada carga de 13.536 MWm, alta de 4% .

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *