Pesquisar
Close this search box.

Economize até 35% na conta
de energia da sua empresa.

IMAGEM

Peça infantil Mico-Estrela estreia em Belo Horizonte

Autor:
Juliana Prestes/ Gazeta da Semana

Montagem teatral destaca a importância da preservação do Cerrado, um dos biomas mais devastados no país

As crianças mineiras estão prestes a embarcar em uma aventura pelo cerrado com o Mico-Estrela. A peça infantil tem estreia marcada para o dia 4 de novembro, sábado, às 16h30, no Teatro Marília, em Belo Horizonte.

A obra, ambientada no Cerrado, tem o objetivo de levar as crianças a conhecerem as ameaças que afetam a vida silvestre no bioma sertanejo, destacando a importância da preservação e despertando o amor à Natureza.

Segundo o Mapbiomas, o Cerrado é o segundo maior bioma do Brasil, com 198 milhões de hectares, e apresenta diferentes tipos de vegetação nativa. É a savana mais biodiversa do mundo e está sob elevado grau de ameaça. Quase metade já foi desmatada: 54,5% de seu território ainda é coberto por vegetação nativa.

A diversidade dos habitantes da região é representada pelo personagem Mico-Estrela, que, pela sua sagacidade e respeito à floresta, recebe da Fada Estrela a missão de difundir entre as crianças e todas as criaturas o amor à Natureza, para que aprendam, desde a infância, a proteger e a cuidar do ambiente em que vivem.

O texto, uma criação de Toninho da Cruz, numa adaptação do livro “A História do MicoEstrela”, da autora Gina Borges, desperta o interesse da criança para um mundo de criação e fantasia, além de um olhar curioso para o meio ambiente.

A montagem é uma produção do Grupo Quatro Crescente, que trabalha com o público infantil há mais de 30 anos, com direção e texto de Toninho da Cruz, criação musical de Yé Borges, cenário e figurinos de Lígia Jacques, texto original de Gina Borges. Rita Moreira assina a confecção do figurino. Integram o elenco Toninho da Cruz, Bruna Beneli, Carol Lobato, Ana Moura e Victor Hugo. Lygia Lopes fez a preparação vocal do elenco, e execução do cenário por José Maria Amorim, que tem pintura assinada por Caio Ronin. Ana Paula Pinheiro e Ana Kelly Soares assinam a gestão financeira do Projeto Mico-Estrela; e Henrique Machado, a iluminação.

Incentivo – O projeto Mico-Estrela – Montagem e Circulação – CA 2018.13604.0458, tem o patrocínio da CMU Energia, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais. Depois da apresentação do espetáculo “Mico-Estrela” em Belo Horizonte, o grupo se apresentará em mais 18 cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte e em Patos de Minas, no ano que vem, com espetáculos gratuitos especialmente para alunos de escolas públicas.

CMU Energia – Com sede em Minas Gerais e 20 anos de mercado, a CMU está entre as maiores comercializadoras de energia do país e se consolidou em três frentes de sucesso, focada na venda e gestão de energia no mercado livre; negociação de usinas para autoprodução, e adesão de pequenos clientes à geração distribuída. Nessa modalidade, saltou de 5 mil para 130 mil clientes em baixa tensão, nos últimos cinco anos. A empresa também possui projetos solares de grande porte, para alta tensão.

Dessa forma, a energia solar comercializada pela CMU deixa de emitir 35.600 toneladas de CO2 por mês na atmosfera, o equivalente ao plantio de 254.188 árvores. “Minas Gerais tem uma legislação que beneficia o consumidor e incentiva a escolha por energia solar, o que é bom para o bolso e para o meio ambiente. A geração remota e compartilhada precisa ser levada para outros estados, pois o pequeno consumidor não tem recursos para gastar 15 mil ou 20 mil reais com instalação de placas solares ou não tem teto na residência para instalá-las”, explica Walter Fróes, presidente da CMU. “É gratificante estar no mercado oferendo um produto sustentável e ainda agregar valor à matriz energética do país”.

Para o diretor e ator Toninho da Cruz, o apoio da CMU Energia está em sintonia com a mensagem que o espetáculo leva ao público infantil, de respeito e de interação sustentável com o meio ambiente. “Estamos felizes com esse apoio”, finaliza.

Serviço
Data: 04 de Novembro
Local: Teatro Marília – Av.Prof. Alfredo Balena, 586 – Belo Horizonte
Horário: 16h30
Entrada Gratuita – retirada de ingresso na bilheteria do teatro Informações: 3277.4697 / 3277.4707
O espetáculo no sábado será gratuito, enquanto houver disponibilidade na bilheteria, de acordo com o previsto no projeto aprovado pela Lei de Incentivo Estadual.

Data: 05 de novembro
Local: Teatro Marília – Av.Prof. Alfredo Balena, 586 – Belo Horizonte
Horário: 10h30 e 16h30
Ingressos podem ser adquiridos na plataforma Sympla antecipadamente. E na bilheteria do teatro que será aberta sempre duas horas antes do início dos espetáculos.

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

3 de julho de 2024