Pesquisar
Close this search box.

Economize até 35% na conta
de energia da sua empresa.

wdMRHQgHrQRumBHcPLcIrSDVoHZavbHlmtmxFBfNysjwvFOhFtsrwdCBAazuQOGK

CMU do Brasil quer que os clientes tirem 20 GW de projetos solares do chão

Autor:
Arzu / Petro Link

A comercializadora brasileira de energia CMU está em busca de clientes para projetos solares de autogeração no valor de 60 bilhões de reais (US$ 12 bilhões), disse o CEO da empresa, Walter Fróes, ao BNamericas.

As usinas têm capacidade instalada em torno de 20 GW e fazem parte do portfólio da espanhola Solatio, com quem a CMU mantém parceria.

No caso da autogeração, o consumidor gera e utiliza sua própria energia, atendendo total ou parcialmente suas necessidades.

As indústrias intensivas em electricidade, como as siderúrgicas, estão entre os principais autoprodutores do país e beneficiam de incentivos fiscais.

“Temos 12 contratos de usinas em construção e 30 propostas em análise. Ao contrário das empresas que pagam por toda a usina, a inovação do nosso modelo de negócios é que a CMU é quem investe e paga por toda a operação”, disse Fróes.

Mercado livre

Todos os consumidores conectados a fontes de alta tensão podem migrar do mercado regulado para o não regulamentado.

A câmara de comercialização de energia elétrica CCEE estima que mais 72 mil consumidores poderão escolher seu próprio fornecedor de energia com a abertura.

A CMU é uma das 20 maiores comercializadoras do país e movimenta energia para 300 grandes consumidores e geradores no mercado livre, o equivalente a cerca de 1.500MW em contratos em 3.000 pontos de consumo ou geração.

“Queremos ter pelo menos 1.500 clientes até o final de 2024”, disse Fróes.

Para atender à nova demanda, a trader criou uma divisão varejista, a CMU Varegista, que representará os novos entrantes no mercado livre perante a CCEE.

O Centro ainda estuda a possibilidade de transferir unidades de baixa tensão para o mercado livre até 2028, um universo de 80 milhões de consumidores, disse a controladora do setor Aneel.

“O mercado livre responde por 40% da energia produzida no Brasil, mas existem apenas 30 mil agentes e o Brasil tem 95 milhões de medidores”, disse Fróes.

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

27 de março de 2024