Pesquisar
Close this search box.

Economize até 35% na conta
de energia da sua empresa.

foto 2

CMSE avalia condições de suprimento de energia elétrica no País

Autor:
MME

Cenário favorável de atendimento eletroenergético permite menor custo de operação do Sistema

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) se reuniu, nesta quarta-feira (06/07), em caráter ordinário, e avaliou, dentre outros assuntos, as condições de suprimento eletroenergético ao Sistema Elétrico Brasileiro.

CMSE avalia condições de suprimento de energia elétrica no País

Conforme destacado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), no mês de junho, as principais bacias hidrográficas da região Sul apresentaram montantes de precipitação superiores à média histórica, devido ao avanço regular de frentes frias pela região. Como consequência das condições hidrometeorológicas e da política operativa, foram alcançados, ao final de junho, respectivamente, armazenamentos equivalentes de 65,5%, 94,9%, 91,3% e 96,4% nos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte. A previsão para o fim de julho nesses subsistemas é de 62,1%, 86,6%, 80,9% e 96,8%.

O ONS ressaltou que os estudos prospectivos apresentados, que contemplam avaliações estendidas até o final de dezembro de 2022, indicam o pleno atendimento, tanto em termos de energia quanto de potência, em todo o período, com perspectivas de níveis de armazenamento significativamente superiores aos verificados em 2021.

Além disso, o ONS informou que tem ocorrido exportação de energia elétrica para a Argentina, proveniente de usinas termelétricas que não estão sendo utilizadas para atendimento ao SIN, em modalidade comercial, conforme regramento estabelecido pela Portaria MME nº 418/2019, trazendo benefícios aos consumidores de energia elétrica. Em junho, houve também exportação de excedente de geração de usinas hidrelétricas, em modalidade de swap.

Com relação ao atendimento eletroenergético ao estado de Roraima, o Ministério de Minas e Energia (MME) informou a publicação da Portaria nº 659/GM/MME, de 29/06/2022, que amplia o estoque de combustível para geração das usinas termelétricas que atendem o Sistema de Boa Vista e localidades conectadas, conferindo maior autonomia e segurança para a operação.

O CMSE aprovou a revisão do Plano de Substituição do Parque Gerador do Sistema Elétrico de Roraima, após avaliação dos aspectos de segurança operativa e dos custos associados. Com a revisão do Plano, aumenta-se a confiabilidade do atendimento eletroenergético ao estado de Roraima, a partir da entrada em operação segura dos empreendimentos de geração vencedores do Leilão nº 01/2019, cujos custos de operação são reduzidos em relação aos das usinas utilizadas atualmente.

O CMSE reafirmou seu compromisso com a garantia da segurança e da confiabilidade no fornecimento de energia elétrica no País no cenário atual e futuro, por meio da continuidade do monitoramento permanente realizado, respaldado pelos estudos elaborados sob as diversas óticas do setor elétrico brasileiro, e com a ação das instituições que compõem o Comitê, fortalecendo a governança e ampliando a transparência e a segurança jurídica e regulatória do setor.

Informações Técnicas:

Condições Hidrometeorológicas: o mês de junho foi marcado por ausência de precipitação na maior parte das bacias hidrográficas de interesse de geração de energia hidrelétrica nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Na região Sul, as chuvas tiveram volumes acima da média nas bacias dos rios Jacuí, Uruguai e Iguaçu, bem como na incremental à UHE Itaipu. Em relação à Energia Natural Afluente (ENA), foram verificados valores abaixo da média histórica para o mês de junho em todos os subsistemas, com exceção do Sul. Considerando a ENA agregada do Sistema Interligado Nacional (SIN), em junho foi verificado valor próximo de 103% da Média de Longo Termo (MLT). Para o mês de julho, a previsão indica uma ENA abaixo da média histórica em todos os subsistemas. No que diz respeito ao SIN, a previsão mensal para julho é de 76% da MLT.

Energia Armazenada: ao final de junho, foram verificados armazenamentos equivalentes de 65,5%, 94,9%, 91,3% e 96,4% nos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte, respectivamente, e a previsão para o fim de julho nesses subsistemas é de 62,1%, 86,6%, 80,9% e 96,8% da EARmáx.

Expansão da Geração e Transmissão: a expansão verificada em junho de 2022 foi de aproximadamente 158 MW de capacidade instalada de geração centralizada de energia elétrica, 303 km de linhas de transmissão e 700 MVA de capacidade de transformação. Assim, em 2022, a expansão totalizou 2.332 MW de capacidade instalada de geração centralizada, 5.023 km de linhas de transmissão e 14.969 MVA de capacidade de transformação. Sobre geração distribuída, a expansão verificada em 2022 foi de 2.984 MW, atingindo o total de aproximadamente 11,5 GW instalados no país.

O CMSE, na sua competência legal, continuará monitorando, de forma permanente, as condições de abastecimento e o atendimento ao mercado de energia elétrica do País, adotando as medidas para a garantia do suprimento de energia elétrica. As definições finais sobre a reunião do CMSE de hoje, bem como as demais deliberações do Colegiado, serão consolidadas em ata devidamente aprovada por todos os participantes do colegiado e divulgada conforme o regimento.

Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico

LINK PARA MATÉRIA

Compartilhar no:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

16 de fevereiro de 2024